Consulte os nossos produtos COOP e veja as vantagens que temos para si.

Veja as várias campanhas que estão a decorrer.

Cabaz de Natal por apenas 110 Euros.

Página optimizada para 800x600 pixels. Para melhor visualização pressione F11

Actualização: Plano de Actividades Cooplisboa

Fórum Social Português


Inicio
Organização
Origens
Organização
Quem Somos
Somos Diferentes
Onde Estamos
O que Queremos
Para Onde Vamos
Actividade Económica
Promoções
Relatórios/Contas
Dados Economicos
As Nossas Lojas
Produtos COOP
Seguros
Actividade Social
Cabaz de Natal
Concurso Jovem Consumidor
Local
Actividades Culturais
Actividades Desportivas
Actividades Recreativas
Noticias
Nós Consumidores
ECOOP
Notas de Imprensa
Acontece
Reuniões
Infocoop
Consumidor
GACOOP
Informação COOP
Consumidor Informado
Infocoop
Recursos Humanos
Recrutamento
Formação Profissional
Guia do Trabalhador
Guia do Trabalhador

Ingles

Cooperativa de Consumidores fundada no distrito de Setubal em 1990.

Iniciou a sua actividade económica em 1992, com o objectivo de dinamizar o Movimento Cooperativo Português.

A Pluricoop exerce a sua actividade económica e social em 13 concelhos, abrangendo os distritos de Setubal, Lisboa e Santarém.

É a maior cooperativa em Portugal no ramo de consumo e está associada na CoopLisboa com a qual coopera em plena simbiose, optimizando todos os recursos humanos, financeiros e materiais, com a finalidade de projectar e dinamizar o sector

Em termos numéricos a Pluricoop com os seus 417 trabalhadores em 27 lojas presta serviço a 55.000 associados tendo um volume de negócios que ultrapassa os 7.5 Milhões de Contos (37.4 Milhoes €uros).

A Pluricoop tem a sua origem e motivação nas conclusões do IV congresso Nacional das Cooperativas de Consumo, realizado em Algés (19 e 20/04/1986).

Com efeito, a Integração Económica das Cooperativas de Consumo, como via para a sua expansão e desenvolvimento, foi a ideia base e fundamental saída deste Congresso.

A 13 de Janeiro de 1989, as principais Cooperativas de Consumo do Distrito de Setúbal reunidas em Pinhal Novo, decidem reforçar as decisões do Congresso e aceitam fazer a integração económica numa perspectiva regional.

Aprovam então a formação de um Grupo de Trabalho que fica sediado na então Coopinhal, com a finalidade de dar corpo á Integração das Cooperativas da região de Setúbal, ficando a Cootset de Setúbal, a Coopinhal de Pinhal Novo e a Coop B da Baixa da Banheira, encarregues de assumir a coordenação dos processos e desenvolver coordenadamente a integração de Cooperativas nas suas áreas de proximidade, constituindo esta a 1ª fase do projecto integrador.

É neste contexto que em meados de 1989 a Coopinhal assume a gestão das Cooperativas Trabatijo e Areias Coop do Montijo, seguindo-se em Janeiro de 1990 a Coopal-Coop. São João de Palmela, todas elas já com alguns problemas de gestão e subsistência.

Em 7 de Junho de 1990 a Cootset , a Coopinhal e a Coop B participaram na realização de uma reunião plenária de Orgãos Sociais , deliberando a Fundação da Pluricoop.

Nesta reunião que se realizou no Pinhal Novo assistiram 31 Cooprativistas das várias Cooperativas envolvidas, que por unanimidade aprovaram:

  1. A Constituição da Pluricoop
  2. A Lista dos Primeiros Orgãos Sociais
  3. Os Estatutos da Nova Cooperativa

As escrituras de constituição seriam efectuadas no dia 26 desse mesmo mês na 2ª Conservatória do Registo Predial de Setúbal.

A actividade comercial da Pluricoop enquanto nova Cooperativa resultante da fusão por incorporação das Cooperativas já mencionadas só iniciou em Janeiro de 1992, ficando a sua Sede e Serviços Centrais instalados em Setúbal, na Avª António Sérgio.

Os primeiros anos de actividade foram dedicados a estruturar e organizar a nova realidade cooperativa, que deixou de se enquadrar num modelo de "uma cooperativa - uma loja" para passar a ser uma rede de lojas, o que levantou problemas e necessidades novas em termos organizativos, hierárquicos e funcionais, para que houve que encontrar respostas adequadas, quer no plano económico, quer no plano associativo. Tal reestruturação profunda foi realizado num enquadramento económico muito desfavorável, pois coincidiu com a fase de forte expanção das grandes cadeias internacionais (designadamente hipermercados), nas suas zonas de influência.

Com o passar dos anos incorporaram-se mais Cooperativas na Pluricoop, dispondo nesta data de 26 lojas em 3 distritos, nos Concelhos de Setúbal, Palmela, Montijo, Moita, Barreiro, Almada, Grândola, Vila Franca de Xira, Lisboa e Benavente , dando emprego a cerca de 420 trabalhadores e procurando satisfazer a vontade de mais de 50 000 associados.

A Pluricoop é membro da Fenacoop-Federação Nacional de Cooperativas de Consumo e está associada na Cooplisboa-União de Cooperativas de Consumo U.C.R.L

CooperativaData da Fundação
A Cercalense1975
A Nossa Cooperativa1975
A Santiaguense1976
A Vontade do Povo1975
A Zambujalense1921
Ajudense1911
Aliança Operária1888
Amorense1949
Bairro Areias1979
Brejoense1979
Coop - B1958
Coopal1976
CoopCimpor1943
Coopinhal1975
Cootset1978
Do Povo1976
Ermidense1976
Linha do Estoril1956
Macoop1959
Operária e Consumo1916
Parquinverca1977
Pescadores de Peniche1966
Piedense1893
Pioneiros Lavradio1978
Pragalense1920
Sineense1976
Trabatijo1920
União Samorense1976
Unidade Popular1976
Unipovo1977
Vilafranquense1978
Direcção
Presidente

Fernando Parreira Rosa

Vice-Presidente

João Manuel Chaleira Damas

Tesoureiro

Carlos Manuel Moreira Batalha

Secretário

Manuel Joaquim Fernandes Lagarto

Vogais

José Hermenegildo dos Santos Gomes

Joaquim Carlos C. Tavares

Jorge Manuel R. Santana

Suplentes

Agostinho Paulino Pereira

João Carlos Pires Torres

José António B. Amador

Mesa da Assembleia Geral
Presidente

José Luís Abreu Leitão

Vice-Presidente

Joaquim Esteves M. Judas

Secretário

Álvaro Fernandes

Suplentes
João Afonso Almeida da Silva Luz

António José Galhofas Marques
Conselho Fiscal
Presidente

Afonso Augusto da Silva Luz

Secretário

João Manuel Almeida Marques

Relator

Boguslawa Sardinha

Suplentes

José Alberto Costa Rodrigues

Frederico Jorge B. Fatia